quarta-feira, 20 de abril de 2016

Em abril estréia! Ziriguidun do revisteio popular brasileiro.

É com imensa alegria que nós da Cia. dos Inventivos abriremos nosso processo e convidamos todas e todos para assistir o nosso primeiro Experimento Cênico intitulado "ZIRIGUIDUM DO REVISTEIO POPULAR BRASILEIRO". Embebecidos da nossa nova pesquisa, o Teatro de Revista, essa companhia antropofagiza a Revista e leva-a para a rua, para a praça e com os nossos, divertir/refletir essa atual sociedade brasileira!
A Cia. Dos Inventivos em comemoração aos 10 anos de (R)Existência nas ruas se debruça em uma nova pesquisa: o Teatro de Revista. Com olhar na diversidade e pontos de vista, leva a REVISTA para a RUA. Provocados pela obra de Cidinha da Silva “Baú de miudezas: Sol e Chuva” e com bastante humor, típico da trajetória revisteira, traçam alguns eixos críticos do atual imaginário sobre a “Tradicional Família Brasileira” (TFB) e seus cotidianos. Em forma de quadros, desenvolvem uma trama que interage com os temas contemporâneos e políticos dos nossos dias. Como tronco central, traz a história de um caipira, o “Compadre”, que decide largar tudo para entrar no Teatro de Revista.
Este é o primeiro experimento cênico de três, que serão debruçados nessa mesma estética.
Quando: 21-22-23/04
Horário: 16h
Onde: Praça Miguel Dell'Erba – Lapa – Em frente ao terminal da lapa – Próximo à CPTM – Estação Lapa (de cima) – Ao lado da Estação Ciência
FICHA TÉCNICA
Atores-criadores_Flávio Rodrigues e Marcos di Ferreira
Atriz-criadora_Taynã Azevedo
Músico-criador_Adilson Fernandes
Diretora_Aysha Nascimento
Coordenador da direção_Edgar Castro
Diretora de movimento_Verônica Santos
Diretor musical_Fabrício Zavanella
Supervisão dramatúrgica_Cíntia Alves e Fábio Brandi Torres
Diretor de arte_Tayrone Porto
Técnico_Daniel Boca
Produtora_Flávia Rodrigues
Realização_Cia. Dos Inventivos

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Azar do Valdemar neste final de semana no Sesc Interlagos.



Amig@s!

Neste sábado dia 9 de abril às 16h tem "Azar do Valdemar" no Sesc Interlagos.

Este espetáculo encerra a trilogia livremente inspirada no romance "Viva o Povo Brasileiro" de João Ubaldo Ribeiro.

Contamos com a presença de vocês e nos ajudem a divulgar compartilhando esta publicação.

Até lá!

+ Informações sobre o espetáculo AZAR DO VALDEMAR
Sinopse
Uma trupe de artistas mambembes conta a história do desaparecimento de Valdemar e, com o público, tenta recriar a sua trajetória. “Azar do Valdemar” encerra a Trilogia dOs Inventivos, livremente inspirada no romance "Viva o Povo Brasileiro" de João Ubaldo Ribeiro.
Em “Azar do Valdemar” a Cia. dos Inventivos, desenvolve, por meio do teatro, informação sobre os sequestrados pelo estado policial que vigora em nosso país, denunciando simbolicamente as inúmeras injustiças do corpo social fragmentado pela violência. Inspirando-se em características do Teatro de Variedades, o espetáculo tenta construir novas abordagens que, por meio do estético, revisitem os modos como os relacionamentos humanos têm se constituído. Ao apontar as hostilidades contra o humano, os Inventivos criam mais um espetáculo-rapsódia da gente brasileira iniciado no “Canteiro”, revelado em “Bandido É Quem Anda em Bando” e manifestado em “Azar do Valdemar”.
Ficha técnica:
Concepção: Cia dos Inventivos
Atores-criadores: Aysha Nascimento, Flávio Rodrigues e Marcos di Ferreira
Músico-criador: Adilson Fernandes
Direção: Edgar Castro
Assistente de direção: Daniela Rosa
Dramaturgista: Jé Oliveira
Orientação da pesquisa: Alexandre Mate
Direção Musical e Música Original: Rodrigo Mercadante
Preparação Corporal e Direção de Movimento: Verônica Santos
Preparação vocal: Raniere Guerra
Preparação dos atores: Antônio Salvador
Treinamento Palhaço: Esio Magalhães
Cenário e Luz: Wagner Antônio
Assistente de Cenário e Luz: Van Caires
Brincante Figurinista e Aderecista: Cleydson Catarina
Assistente de Figurinos e Adereços: Marcos Emanoel
Maquiagem: Guto Togniazzolo
Desenho de som: Miguel Caldas
Fotos: Bob Sousa, Christiane Forcinito e André Murrer
Costureira: Euda Alves de Araújo
Artista gráfico: Murilo Thaveira
Produção: Ana Flávia Rodrigues
Realização: Cia dos Inventivos e Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo – XXII edição.
Os versos citados na cena Ilusionista pertencem à música “Dodói”, de Itamar Assumpção.
O texto em off é trecho de uma entrevista do escritor Juan Gelman, na voz de Edgar Castro.
O poema “Se eu morresse amanhã”, presente na cena Crooner, é de Álvares de Azevedo.
http://www.sescsp.org.br/programacao/83289_AZAR+DO+VALDEMAR