sábado, 24 de novembro de 2012

7º Mostra de Teatro de Rua Lino Rojas


7º Mostra de Teatro de Rua Lino Rojas 

Dia 26 de Novembro as 16hs na Praça da Republica tem:

"Bandido é Quem Anda em Bando" segunda parte de uma trilogia inspirada no romance épico 'Viva o Povo Brasileiro" de João Ubaldo Ribeiro.

*foto Bob Sousa - Fevereiro 2012

Sobre a Mostra.

A 7ª Mostra de Teatro de Rua Lino Rojas é uma realização do Movimento de Teatro de Rua de São Paulo - MTR/SP, com o copatrocínio da Secretaria Municipal de Cultura, e apoio institucional da Cooperativa Paulista de Teatro.

De 24 de Novembro a 01 de Dezembro de 2012, apresentações gratuitas de 11 espetáculos de teatro de rua, no Centro, na Zona Norte, na Zona Leste, terminando com um grande cortejo artístico que leva a comunidade de Cidade Tiradentes até o local da última apresentação.

O homenageado da 7ª Mostra será o Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo, que está completando 10 anos. O Fomento, como costuma ser chamado, é uma lei paradigmática que proporciona capilaridade, espraiamento e grande diversidade da linguagem teatral para os cidadãos paulistanos.

Os artistas e a cidade têm o que comemorar, no entanto, temos também o que propor para ampliar e melhorar o escopo das políticas públicas de cultura existentes, de forma a proporcionar o acesso à arte aos cidadãos e à cidade de São Paulo. Conscientes desta importância, levaremos esta discussão não só ao poder municipal, mas também às demais esferas de poder, como o Estado e a União para que esta mudança de paradigma possa em breve ser realidade nacional.

Sobre o MTR/SP

O Movimento de Teatro de Rua de São Paulo - MTR/SP, desde sua criação, em 2002, agrega diferentes grupos e companhias de teatro de rua, pensadores e afins, visando a construção de políticas públicas permanentes que garantam a continuidade de pesquisa, produção e circulação do teatro de rua na cidade, se espalhando pelo interior do estado e litoral.

O Movimento propõe ações que possibilitem reflexões sobre o teatro de rua em âmbito nacional, assim como sua relação com as cidades. Os integrantes do MTR/SP defendem a valorização do espaço público aberto como local de criação, expressão e encontro, compreendendo assim que este espaço torna-se ambiente propício ao exercício da cidadania plena. 

Atribuir novos significados aos espaços públicos e à vida social é uma necessidade do homem, sobretudo do homem urbano. A arte feita nas ruas, e aqui o teatro de rua, é uma das maneiras de tornar isso possível. Quando se retira, ainda que por um lapso de tempo, o cidadão de sua correria, permitindo-lhe fruir, rir, sonhar e ser crítico, permitindo assim que a arte seja parte significativa de sua vida. Por intermédio de tal procedimento, a rua deixa de ser apenas espaço de trânsito e converte-se em território de troca, de intercâmbio de experiência. 

Lino Rojas 

O diretor teatral Lino Rojas (1942-2005), dá nome à Mostra em virtude de sua pesquisa e atuação nas ruas da cidade de São Paulo. Foi um dos pioneiros da pesquisa em teatro de rua no Brasil. Em São Paulo, já em 1979 atuava com o Grupo Treta, formado por jovens da USP – Universidade de São Paulo. Lino Rojas foi formado pelo INSAD – Instituto Superior de Arte Dramática (Lima-Peru). Estudou ainda, com renomados diretores, dramaturgos e pesquisadores teatrais como Julian Beck, Enrique Buenaventura, Atahualpa del Cioppo , e Pablo Neruda entre outros. Em São Paulo ministrou diversos cursos e desenvolveu muitos projetos nesta área, dentre os quais cabe destacar o “Semear Asas“, de 1989, no bairro de São Miguel Paulista (zona leste de São Paulo), que deu origem, ao Grupo Pombas Urbanas.

Consulte o blog do Movimento de Teatro de Rua : http://mtrsaopaulo.blogspot.com.br/

                                                          PROGRAMAÇÃO                          

Abertura Cenopoetica

10:00 horas - Local: Praça da República - Centro

Grupo: Cervantes do Brasil e Pintou Melodia na Poesia - Movimento Escambo Popular Livre de Rua CE/RN

Elenco: Ray Lima e Junio Santos

Sinopse – Cenopoesia surgiu nos anos 80, no Rio de Janeiro. Trata-se de uma espécie de linguagem híbrida que mistura teatro e poesia, trazendo leveza e lirismo ao espetáculo, mesmo tratando de temas “salgados” do nosso cotidiano. Ray Lima foi o primeiro a usar esse termo para traduzir suas intervenções poéticas em diferentes espaços, produzindo centenas de intervenções e espetáculos cenopoéticos no Brasil e diversos países da América Latina, como México, Argentina, Venezuela, Uruguai e Chile.

Na Mostra de Teatro de Rua Lino Rojas Ray Lima do grupo Pintou Melodia na Poesia e Junio Santos do grupo Cervantes do Brasil, estarão aquecendo o público com atos cenopoéticos que acontecerão antes de alguns espetáculos.


Durante toda a programação teremos Intervenções de Cenopoesias

Grupo: Os Mamatchas – Presidente Prudente/SP


11:00 horas - Local: Praça da República - Centro

Espetáculo: A Fêmea Dominante

Duração: 60 min. 

Sinopse – A disputa de egos entre 10%, Ateteia e Meia Lua Quebrada fala mais alto. As três perdem o autocontrole e se envolvem numa série de desentendimentos tentando mostrar suas habilidades circenses. A Fêmea Dominante é um espetáculo dinâmico, voltado para todos os públicos, com música ao vivo, malabares, perna-de-pau e acrobacias. 

FICHA TÉCNICA

Criação e figurino: Os Mamatchas 

Elenco: Bruno Palácio, Camila Peral, Isabel Giamarino Moreira e Lua Barbosa. 

Preparação vocal: Orientação em 2010: Paula Carrara, Jéssica Ini 

Preparação corporal: Paula Carrara 

Preparação musical: Bruno Palácio 

Contra Regra: Talita Galindo

Produção: Camila Peral, Isabel Moreira, Lua Barbosa. 

Contato: osmamatchas@yahoo.com.br - 18 4101-0766



Grupo: Teatro Popular União e Olho Vivo – São Paulo/SP

17:00 horas - Local: Sede do TUOV 

Rua Newton Prado, 766 – Bom Retiro.

Espetáculo: A cobra vai fumar

Duração: 80 min.

Sinopse - A Cobra Vai Fumar- Uma estória da FEB - Força Expedicionária Brasileira. A partir de relatos de ex-soldados da Força Expedicionária Brasileira que combateu na Itália na Segunda Guerra Mundial (1944/45), o Olho Vivo conta, em fragmentos, um passado - presente: como se a memória teimasse em esquecer e lembrar… retratando assim, o brado de revolta contra todas as injustiças, e principalmente contra todas as guerras.

FICHA TÉCNICA

Texto e direção: César Vieira (idibal Pivetta)

Assistente de direção: Oswaldo Ribeiro

Composição e direção musical: José Maria Giroldo

Coordenação percussão: Césinha Pivetta

Coordenação ensaio musical: Ana Lúcia Silva

Figurino, cenário, fotos e vídeo: Graciela Rodriguez.

Confecção figurinos: Euda Alves Sousa

Adereços: Clóvis Lima, Priscila Requena e Margarida Leme.

Iluminação: Gil Teixeira

Produção: Teatro Popular União e Olho Vivo

Elenco: Ana Lucia Silva, Césinha Pivetta, Cícero Almeida, Clóvis Lima, Douglas Cabral, Margarida Leme, Monique Flôr, Neriney Moreira, Oswaldo Ribeiro, Priscila Requena, Rafinha Werblowsky, Raul da Silva, Thiago Nogueira e Vinicios Corvo.

Contato: graro@terra.com.br – tuov2010blogspot.com – 11 5579-4722



Dia 25 de Novembro


Grupos: Cia do Miolo e Cia Paulicea – São Paulo/SP


11:00 horas - local: Praça Carlos Kozeritz- Jardim Julieta (ZN)

Espetáculo: Relampião

Duração: 55 min.

Sinopse – A Cia. do Miolo e a Cia Paulicéia: revisitam a história de Lampião – o mito do cangaço - para aproximá-la das questões cotidianas de nosso tempo. O que há em comum entre a luta do cangaço e as lutas pela vida na contemporaneidade? Os grupos apostam, pois, em uma caatinga de concreto, em múltiplos Lampiões e Marias Bonitas revelados na dramaturgia deste espetáculo.

FICHA TÉCNICA

Direção: Alexandre Kavanji

Autor: Solange Dias

Elenco: Aysha Nascimento, Antonio Mattos, Daniel Farias, Dudu Oliveira, Edilaine Cardoso, Francisco Gaspar, Harley Nóbrega.

Músicos: Daniel Rodrigues, Glauber Coimbra.

Preparação vocal e musical: Charles Raszl

Preparação corporal: Alício Amaral e Juliana Pardo (Cia Mundu Rodá) 

Produção: Iarlei Rangel e Alania Cerqueira (prod. Executiva)

Figurino Adereços e Ambientação: Luiz Augusto dos Santos

Assistente de Direção: Renata Lemes

Maquiagem: Guto Togniazzolo

Costureiras: Cosma Cecília da Silva Soares e Alice Correa.

Contato: ciapauliceia@gmail.com – 11 3871-0871



Dia 26 de Novembro

Grupo: Cia dos Inventivos – São Paulo/SP


16:00 Horas - Local: Praça da República- Centro

Espetáculo: Bandido é quem anda em bando

Duração: 60 min.

Sinopse - No espetáculo/intervenção “Bandido é Quem Anda Em Bando”, segunda parte da trilogia inspirada na obra “Viva o povo brasileiro” de João Ubaldo Ribeiro, a Companhia dos Inventivos problematiza alguns dos impasses vividos por quem vive à margem do sistema, no confronto com o brutalizante cotidiano da metrópole.

FICHA TÉCNICA

Atores criadores: Aysha Nascimento, Flávio Rodrigues, Luciana Yumi Yara, Marcos Di Ferreira, Rômulo Albuquerque, Participação Fernando Melo e Renato Macedo


Direção: Edgar Castro

Dramaturgista: Rogério Guarapiram

Preparação vocal: Raniere Guerra

Preparação corporal: Marcio Greyk e Pedro Peu

Preparação musical: Raniere Guerra e Rômulo Albuquerque 

Produção: Cia. Dos Inventivos.

Assistência de direção: Raniere Guerra

Contato: ciadosinventivos@hotmail.com – 11 96144-7270


Dia 27 de Novembro

Grupo: Trupe Lona Preta – São Paulo/SP


14:00 horas - Local: Praça da República - Centro

Espetáculo: O Circo da Lona Preta

Duração: 45 min. 

Sinopse - O Circo da Lona Preta é um espetáculo inspirado na tradição circense. Os palhaços Rabiola e Chico Remela reconstroem, de forma divertida, os símbolos do picadeiro, atualizando e dando novo vigor às clássicas cenas do circo tradicional e mambembe.

FICHA TÉCNICA

Direção: Sergio Carozzi 

Elenco: Joel Carozzi e Sergio Carozzi 

Figurinos: Leandro Benites 

Produção: Henrique Alonso

Contato: trupelonapreta@yahoo.com – 11 97401-5311


Debate: A contribuição do Movimento de Teatro de Rua de São Paulo na construção de políticas públicas para as artes públicas.


19:00 horas – Local: UNESP - Barra Funda 

Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”

Mediação: MTR/SP

Local: Teatro Reynuncio Lima - 1º andar

Rua Dr. Bento Teobaldo Ferraz, 271


*O Debate será realizado no ultimo dia de aula do CURSO DE EXTENSÃO / 2012 - "As cenas de rua no teatro de rua: A praxis com gestus brechtianos" - Professor Alexandre Mate

Dia 28 de Novembro


Oficina: Cia Teatral Boccaccione – Ribeirão Preto/SP


14:00 horas - Local: Praça da República - Centro

Duração: 120 min.

Sinopse: Oficina: Antes da apresentação da peça “Ubu Rei”, é sempre ministrada uma oficina, na qual os participantes também atuam no espetáculo com a Cia. Teatral Boccaccione. A atividade é dividida em duas etapas, a primeira composta por exercícios diversos de teatro de rua e a segunda com exercícios de comando que auxiliam na inserção dos oficinandos no espetáculo. 



Grupo: Cia Teatral Boccaccione – Ribeirão Preto/SP

16:00 horas - Local: Praça da República - Centro


Espetáculo: Ubu Rei

Duração: 60 min.

Sinopse: “Ubu Rei”, adaptação da obra do dramaturgo francês Alfred Jarry, conta a história do bufão Ubu, que influenciado por sua mulher ambiciosa, decide matar o rei e ocupar o trono. Porém, depois da conquista, revela-se cruel, estúpido, transformando-se num tirano sanguinário, proferindo verdades inquietantes, como saídas da boca de uma criança.

FICHA TÉCNICA

Direção: Tânia Alonso

Texto: Alfred Jarry 

Adaptação: Cia Teatral Boccaccione 

Atores: Nathália Fernandes, Michel Masson, Edevilson Juri, Nayla Faria, João Paulo Fernandes, Diego Freiria, Naná Bertchelly, Marcelo Ribeiro. 

Direção Musical: Lílian Amantea e Milton Ávila

Preparação Corporal: Milton Ávila

Figurinos: Zezé Cherubini e Érika Eme. 

Chapéus: Rúbia Campos

Costureira: Zezé Cherubini 

Cenografia: João Paulo Fernandes e Milton Ávila

Cenotécnico: Edinho 

Maquiagem: Nathália Fernandes 

Produção Executiva: Coletivo Fuligem - Nathália Fernandes 

Assistente de Produção: Gabriela Vansa

Técnico de montagem: Guilherme Casadio

Contato: contato@boccacione.com.br – nathaliaboccaccione@gmail.com16 9262-3582


Dia 29 de Novembro

Grupo: Grupo Tibanaré – Cuiabá/MT


11:00 horas- Local: Praça da República - Centro

Espetáculo: Intervenção Urbana – “Andarilhos das Estrelas”

Duração: 40 min.

Sinopse - Andarilhos das Estrelas é uma intervenção anunciada por cortejo cênico musical, onde o grupo de atores e publico entrelaçam uma relação brincante, para juntos desarmarem a urbanidade com poesia, releitura contemporânea de danças regionais de Mato Grosso, contações de histórias e cantos de roda. Voltado especialmente para espaços não convencionais, surpreendendo o público em qualquer hora e lugar.


FICHA TÉCNICA

Direção – Jefferson Jarcem

Autor – Processo coletivo 

Elenco: Jefferson Jarcem, Valter Lara, Viviane Dourado, Juliane Maria e João Reis.

Preparação vocal – Conservatório Sol Maior

Preparação corporal – Grupo Tibanaré

Preparação musical – João Reis e Valter Lara

Produção – Fernanda Gandes e Cacau Borges

Figurino – Fernanda Gandes

Contato: grupotibanare@gmail.com – 65 9988-7227



Grupo: Núcleo Pavanelli de Teatro de Rua e Circo – São Paulo/SP

16:00 horas - Local: Praça da República - Centro

Espetáculo: Aqui não, Senhor Patrão!

Duração: 60 min.

Sinopse - Um casal de trabalhadores passa pelo processo da fabricação de uma bota desde a criação do gado, preparação do couro, até o feitio e venda do produto final. Nessa jornada vão percebendo a desvalorização da força de trabalho em detrimento aos lucros astronômicos obtidos pelos donos dos meios de produção. Ao tomarem consciência, unem-se a outros trabalhadores na luta por uma causa maior. 

FICHA TÉCNICA

Direção: Marcos Pavanelli

Autor: Simone Brites Pavanelli/ orientação em dramaturgia: Calixto de Inhamuns

Elenco: Beatriz Afonso, Marcelo Roya, Marcos Pavanelli, Mizael Alves, Sabrina Motta, Sidney Herzog, Simone Brites Pavanelli e Tiago Cintra.

Preparação vocal e musical: Charles Raszl

Preparação corporal: Marcos Pavanelli

Pesquisa em circo teatro: Fernando Neves

Produção: Simone Brites Pavanelli e Cristiane Accica

Figurino: O grupo / colaboração: Selma Pavanelli

Contato: pavanelli@nucleopavanelli.com.br - 11 96563-9248



Dia 30 de Novembro

Grupo: Duo Morales – São Paulo/SP


11:00 horas - Local: Praça da República - Centro

Espetáculo: Dois na Roda

Duração: 50 min.

Sinopse - O espetáculo vai começar, os artistas estão prontos, quando de repente são surpreendidos por diversas situações inusitadas. Para resolver, o público entra em cena e acaba complicando ainda mais o espetáculo. Juntos os dois artistas apresentam números cômicos de equilibrismo e malabarismo, permeados por música ao vivo e improvisações.

FICHA TÉCNICA

Texto e criação: Duo Morales

Direção: Duo Morales

Direção musical: Danielle de Siqueira Vasconcelos

Atriz e malabarista: Danielle Siqueira 

Ator e Equilibrista: Guga Morales

Produção: Duo Morales

Figurino: Carmen Serrano

Cenário: Otávio Fantinato

Contato: duomorales@gmail.com – 11 98939-2919



Grupo: Núcleo Cênico ProjetoBaZar – São Paulo/SP

16:00 horas - Local: Praça da República - Centro

Espetáculo: A menina que foi arquivada

Duração: 50 min.

Sinopse: A peça narra, a história de uma menina, fruto de um aborto mal sucedido. Durante sua trajetória de vida, esta menina encontra com personagens históricos e censurados de Nelson Rodrigues, Guarnieri e Chico de Assis, que a levam a ficar entre a cruz e a bandeira, entre a educação moral cristã e as ideias revolucionárias. 

FICHA TÉCNICA

Atores criadores: Aurea Karpor, Beatriz Barros, Leandro Caldarelli, Rodrigo Costrov, Tiago Cintra e Victor Poeta. 

Preparação Vocal: Tati Marazzo 

Preparação Musical: Edu Meneses 

Dramaturgia e Produção: Aurea Karpor 

Figurinos: Victor Poeta e Beatriz Barros 

Colaboradores do projeto: Gilberto Costa, Natália Neumann, Yulle Theodoro, Hélio Tavares. 

Contato: projetobazar@projetobazar.com.br – 98337-5168



Dia 01 de Dezembro

Cortejo Artístico de Encerramento pelas ruas, em torno do Centro Cultural Arte em Construção. 


16:00 horas - Local: Centro Cultural Arte em Construção

Av. Dos Metalúrgicos 2.100 – Cidade Tiradentes



Grupo: Companhia Circo Teatro Capixaba - Divino de São Lourenço/ES

17:00 horas - Local: Praça 65

Alt. 2.200 da Av dos Metalúrgicos – Cidade Tiradentes

Espetáculo: m’borayu

Duração: 60 min.

Sinopse - Os viajantes do tempo-espaço vêm chegando de uma longa caminhada – oguata porã – em busca da Terra Sem Mal – Yvy Marae’y. Até que chegam a Tekoa Porã, seu espaço sagrado. Os anciães da raça vermelha, trazem dentro de seus balaios o fundamento do ser, a sabedoria dos movimentos do céu, e os segredos das quatro estações cósmicas. 


FICHA TÉCNICA

Direção: Lígia Veiga 

Criação coletiva: inspirada nas Palavras Formosas da mitologia Tupi-Guarani 

Elenco: Ananda Rasuck, Clara Esgario, Flávio Azevedo, Rafael Scarton, Soraia Nunes, Tiaya Sengers e Willian Rodrigues. 

Preparação corporal: Willian Rodrigues 

Produção: Ananda Rasuck 

Figurino: concepção Maija Nygren – costureiras Aparecida e Dona Teresinha 

Fotografia Merve Koyuncu 

Contato: circocapixaba@gmail.com – 28 3551-1921


CONTATO

Contatos: mostrlinorojas@yahoo.com.br 

mtrsaopaulo@gmail.com e www.mtrsaopaulo.blogspot.com

Coordenação – Selma Pavanelli 11 98591-7734

Produção – Noemia Scaravelli 11 98702-0212 e Simone Pavanelli 11 96563-9248

Assessoria de Imprensa – Aurea Karpor -

Nenhum comentário:

Postar um comentário