sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Neste sábado TUOV apresenta "A cobra vai fumar" no Sacolão das Artes.


Uma ação do projeto Brava convida Teatro Popular União e Olho Vivo.
                                           
                                                     
                                                 

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Vem ai VII Mostra de Teatro de São Miguel Paulista.



08/12 – 18hs - "Bandido é quem anda em Bando"
 Local: Praça do Casarão ao lado da estação de trem Vila Mara/Jardim Helena.



Idealizada e realizada pelo Buraco d`Oráculo, a Mostra de Teatro de São Miguel chega a sua 7ª edição em 2012, marcando os 10 anos de atuação do grupo no bairro de São Miguel Paulista. O Buraco d`Oráculo surgiu em 1998, mas desde 2002 atua pela região leste, sendo que São Miguel é o principal ponto de atuação. A mostra nasceu com o intuito de estabelecer relações com grupos e fazedores de teatro da região, sua primeira edição foi realizada juntamente com o músico Zulu de Arrebatá e parceria da Escola Estadual D. Pedro I. Inicialmente a mostra agregava diversas linguagens artísticas: performance, música, teatro (palco e rua), porém, desde a quarta edição, optou-se pelo teatro de rua.
A sétima edição da Mostra de Teatro de São Miguel traz uma programação diversificada e gratuita, com apresentações na Praça do Casarão (Vila Mara) e na Rua Ida Vanucci Puntel (Cidade Nova São Miguel). Ao todo são 14 espetáculos de grupos da capital, do interior paulista (Sorocada, Ribeirão Preto e Presidente Prudente), do litoral (Santos) e de outro estado (Arneiroz – CE).
Sua realização é parte das atividades do projeto Narrativas de Trabalho II: Opera do Trabalho, desenvolvido pelo grupo com os recursos públicos do Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo e parceria da Associação dos moradores de Cidade Nova São Miguel.

Sobre a Mostra
A Mostra de Teatro de São Miguel Paulista nasceu em 2002 com o intuito de mapear grupos e fazedores de teatro da região, visto que o bairro seria a base de atuação do grupo. As primeiras edições da Mostra tiveram como parceiros: Escola Estadual D. Pedro I, CEU Parque São Carlos, entre outros. A Mostra agregava diversas formas de espetáculos: performance, palco, rua, etc. Após a quarta edição, o foco se fixou no teatro de rua, passando a ser a característica principal da Mostra.
A VII Mostra de Teatro de São Miguel traz 14 espetáculos e busca efetivar a relação do teatro de rua com os moradores da região, principalmente da Vila Mara, onde acontecerão as apresentações.

Sobre o grupo Buraco d`Oráculo
O Buraco d`Oráculo surgiu em 1998, com o intuito de criar um teatro de rua que discutisse o homem urbano contemporâneo e seus problemas.
O trabalho do grupo é calcado em três pontos fundamentais: a rua, como espaço privilegiado de encontro direto com o publico; acultura popular como fonte geradora de inspiração e motivação, e o cômico (destacando-se a farsa e as relações com o "realismo grotesco").
Os espetáculos do grupo são protagonizados por pessoas comuns e que estão à margem da sociedade, como vendedores ambulantes, pedintes, entre outros. O Grupo possui em seu repertório sete montagens em que buscam manter essas propostas: A Guerra Santa – 1998; Amor de Donzela, Olho Nela! – 1999; Quem Pensa Que Muito Engana, Acaba Sendo Enganado – 2000; A Bela Adormecida – 2001; O Cuscuz Fedegoso – 2002; A Farsa do Bom Enganador – 2006; ComiCidade – 2008; Ser Tão Ser – narrativas da outra margem – 2009.

Sobre o projeto Narrativas de Trabalho
O principal objetivo do projeto Narrativas de Trabalho é discutir, por meio de cenas, performances e intervenções, a precarização do trabalho. O projeto conta ainda com um trabalho de aperfeiçoamento artístico para dois grupos: Buraco d`Oráculo e Trupe Arruacirco (grupo que nasceu de um projeto realizado em 2005), com estudo teórico-prático sobre o épico; a realização da Mostra de Teatro de São Miguel, manutenção de sede e sítio eletrônico, troca artística com grupos convidados e parceiros de outros Estados e a continuidade do Café Teatral (encontros para bate-papos com artistas convidados ) e publicação de A Gargalhada  (jornal mensal e informativo do grupo). Ao término do projeto será publicado um caderno relatando todo este percurso.




Programação:


07/12 – 16h - Cortejo de abertura com a "Karroça Antropofágica"
Recomendação: Livre / Duração:  50min.
Local de saída: Praça do Casarão – Vila Mara. Rua São Gonçalo do Rio das Pedras, s/n. Ao lado da estação de trem Vila Mara/Jardim Helena.


Sinopse: Tomando as ruas, a Antropofágica criou a Karroça, uma máquina de intervenção que percorre a cidade de São Paulo com cortejos cênico-musicais, contando muitas vezes com a presença de grupos parceiros. As intervenções de rua estão sempre ligadas aos estudos realizados pela companhia, e nessa última parte da trilogia a Karroça foi palco para experimentos do período republicano de nossa história. República da Espada, Getúlio Vargas, Jango, 64, Greve de 17, Semana de 22, tendo essa última desembocado na Intervenção 22. Realizada em abril deste ano, revisitou os modernistas, novamente recitou a Ode ao Burgês em pleno Teatro Municipal, mas desta vez explodiu para as ruas no cortejo puxado pela Karroça Antropofágica e alguns de seus parceiros do teatro de grupo de São Paulo.

Ficha Técnica
Direção:Thiago Reis Vasconcelos
Direção Musical:Lucas Vasconcelos
Músicos: Lucas Vasconcelos, Bruno Miotto e Bruno Motta
Elenco:Alesssandra Queiroz, Amanda Freire, Andrews Sanches, Clayton Lima, Danilo Santos, Deborah Haithner, Fabi Ribeiro , Flávia Ulhôa, Juliana Hildebrandt, Litta Mogoff, Martha Guijarro, Pablo Pamplona, Rafael Frederico, Rafael Graciola, Renata Adrianna, Renê Costanny, Ruth Melchior, Suelen Moreira e Thiago Calixto.

07/12 – 18h – "Todo Mundo tem um sonho" – Pombas Urbanas. São Paulo/SP
Recomendação: Livre / Duração:  50min.
Local: Praça do Casarão – Vila Mara. Rua São Gonçalo do Rio das Pedras, s/n. Ao lado da estação de trem Vila Mara/Jardim Helena.

Sinopse: Mago Alfredo sonha com uma companhia de circo, mas ele não sabe onde encontrar os artistas. Em suas andanças pelos tempos, vê nascer uma linda menina cigana e perto deste nascimento, vê um menino lavrador que sonha aprender a desaparecer. O menino vira mágico e se casa com a cigana que agora é uma mulher vidente. Viajando pelo Brasil, numa carroça puxada pelo jumento inteligente Roucinol, eles encontram Zimbo, um macaquinho de circo que está perdido na floresta. Juntos os quatro formam uma família diferente, unida pelo sonho e amor à arte. Eles viajam pelo mundo levando suas atrações fantásticas. É a Grande Companhia do Circo Místico.

Ficha técnica:
Texto: Lino Rojas
Direção: Paulo Carvalho Jr.
Trilha Sonora: Pombas Urbanas
Sonoplasta: Natali Santos
Cenografia e figurino: Pombas Urbanas Produção executiva:Cláudio Pavão
Elenco: Adriano Mauriz: Xavier ,Juliana Flory: Cigana Zamara, Marcelo Palmares: Zimbo, Marcos Kaju: Roucinol e Mago Alfedro.

08/12 – 16h – "Ditinho Curador" – Nativos da Terra Rasgada (Sorocaba – SP)
Recomendação: Livre /Duração: 65min
Local: Praça do Casarão – Vila Mara. Rua São Gonçalo do Rio das Pedras, s/n. Ao lado da estação de trem Vila Mara/Jardim Helena.

Sinopse: A peça conta a historia de Ditinho, o retrato de um costumeiro caipira, que belo dia foi agraciado com o dom de falar com santos através das fitas da bandeira do divino. Deste dia em diante Ditinho resolve ajudar as pessoas, e entre uma consulta e outra, inocentemente levado por sua vontade de ajudar, Ditinho começa a acumular benefícios que o levam a subir de vida, eleger um prefeito, entre outras confusões que esse "dom" divino trouxe a vida pacata desse pobre caipira.

Ficha Técnica:
Direção: Tom Ravazoli 
Dramaturgia: João Bid 
Projeto de Cenário Nativos Terra Rasgada 
Figurino: Marcela Pankowski 
Maquiagem: Bruna Salatini 
Preparador Vocal: João Bid 
Músicas: Nativos Terra Rasgada 
Produção: Nativos Terra Rasgada 
Apoio: Lucas Cardia 
Técnico de Câmera: Samir Jaime 
Elenco: Stefany Cristiny, Flavio Melo, Bruna Salatini, João Mendes e Rodrigo Zanetti



08/12 – 18h - "Bandido é quem anda em Bando" – Cia. Dos Inventivos. São Paulo/SP
Recomendação: Livre / Duração: 60min.
Local: Praça do Casarão – Vila Mara. Rua São Gonçalo do Rio das Pedras, s/n. Ao lado da estação de trem Vila Mara/Jardim Helena.

Sinopse: Em uma das muitas praças da cidade a normalidade é interrompida. Passantes se envolvem em uma discussão que faz emergir a necessidade de um vínculo maior entre eles. Sendo atravessados por um Palanque montado, fazem frente à barbárie que a todos quer engolir.

Ficha Técnica:
Artistas criadores: Aysha Nascimento, Flávio Rodrigues, Luciana Yumi Yara, Marcos Di Ferreira, Rômulo Albuquerque.
Participação: Fernando Melo e Renato Macedo.
Direção: Edgar Castro.
Assistente de direção: Raniere Guerra.
Orientação da pesquisa: Alexandre Mate.
Dramaturgia: Rogério Guarapiram.
Direção de arte e adereços:  Julio Docjar.
Direção musical: Raniere Guerra e Rômulo Albuquerque


09/12 - 13h - "A Farsa da Justiça Burguesa" (ensaio aberto) – Estudo de Cena. São Paulo/SP
Recomendação: Livre / Duração: 60min.
Local: Praça do Casarão – Vila Mara. Rua São Gonçalo do Rio das Pedras, s/n. Ao lado da estação de trem Vila Mara/Jardim Helena.

Sinopse: "Tem início outra farsa da justiça, tantas vezes repetidas nos tribunais da burguesia". Nessa comédia trágica um tribunal é montado nas ruas. Na seção de hoje o sobrevivente de uma chacina, que se fingiu de morto para garantir a vida, é julgado e condenado por forjar a morte e pela falta de heroísmo.

Ficha Técnica:
Encenação: Estudo de Cena
Texto: Sérgio de Carvalho.
Direção: Diogo Noventa.
Produção: Estudo de Cena e João Pissara
Direção musical: Martin Eikmeier.
Preparação corporal: Nei Gomes.
Elenco: Gabriel Estippe, Juliana Liegel, Marilza Batista e Nei Gomes
Músicos: Kal Peracio e Vinicius Hoffman

09/12 – 16h – "A Menina que foi arquivada" – Núcleo Cênico Projeto BaZar. São Paulo/SP
Recomendação: Livre/ Duração: 50min
Local: Praça do Casarão – Vila Mara. Rua São Gonçalo do Rio das Pedras, s/n. Ao lado da estação de trem Vila Mara/Jardim Helena.

Sinopse: A partir de uma pesquisa desenvolvida no Arquivo Miroel Silveira – USP – que contém mais de seis mil processos de censura ao teatro paulista – a peça questiona o "NÓS", os pré fabricados, pré destinados e , transitando por personagens históricos e censurados da dramaturgia brasileira, narra a história de uma menina, fruto de um aborto mal sucedido, cuja trajetória de vida fica entre a cruz e a bandeira, entre a educação moral cristã e as idéias revolucionarias.

Ficha Técnica:
Atores criadores: Aurea Karpor, Beatriz Barros, Leandro Caldarelli, Rodrigo Costrov, Tiago Cintra e Victor Poeta.
Dramaturgia: Aurea Karpor
Direção: O grupo em processo colaborativo.

09/12 – 18h – "Imaginario – a odisséia de um guerreiro brincante" – Grupo Arte Jucá (Arneiroz – CE)
Recomendação:Livre            / Duração: 50 minutos
Local: Praça do Casarão – Vila Mara. Rua São Gonçalo do Rio das Pedras, s/n. Ao lado da estação de trem Vila Mara/Jardim Helena.

Sinopse: Cavaleiro da Triste Figura depois de cortar a Península Ibérica de uma ponta a outra, atira-se com teu cavalo ao mar rumo aos Inhamuns, o mais mitológico dos sertões, a Procurar por Dulcinéia  – "Donzela de finos tratos, uma flor de pau-d'arco de tão bonitinha q é "  -  raptada pelo Coronel Raiador, sujeito cruel e dado a mandingas. Lá se encontra com uma trupe de brincantes de reisado que o auxiliam nesta jornada fabulosa Sertão adentro enfrentando juntos: A Serpente Voadora, o Boi Penado, o Dragão Lunar e oPássaro Agourento.  Uma fantástica odisséia por aquela terra onde o vento faz a curva e as botas de Judas são botijas eternamente encantadas.

Ficha Técnica:
Direção: Antonio Robson Cavalcante
Elenco: Robson Cavalcante, Mazé Cavalcante, Robson Teixeira, Ana Ilda Bezerra, Effembergue Morais, Ana Cilda BezerraMúsicos:
Voz/Violão: Mazé Cavalcante
Percussão/Voz: Ygor Carvalho
Percussão/Voz: Douglas Rodrigues
Assistente de produção: Edilene Cavalcante


14/12 - 15h - "O Perrengue da Lona Preta" – Circo da Lona Preta
Recomendação: Livre / Duração: 50min.
Local: Rua Ida Vanucce Puntel – Cidade Nova São Miguel. Próximo ao final da linha 1178 (São Miguel – Praça do Correio)

Sinopse: O "sagrado" direito à propriedade privada, símbolo da cultura oficial, é reinterpretado no "Perrengue da Lona Preta", um espetáculo inspirado na tradição circense. Nele os palhaços Rabiola e Chico Remela reconstroem, de forma divertida, os símbolos, pretensamente eternos, da ordem vigente. 

Ficha Técnica:
Elenco: Joel Carozzi e Sergio Carozzi 
Produção: Henrique Alonso

14/12 -16h - "A Exceção e a Regra"– Cia. Estável
Recomendação: livre /Duração: 60 min.
Local: Rua Ida Vanucce Puntel – Cidade Nova São Miguel. Próximo ao final da linha 1178 (São Miguel – Praça do Correio)

Sinopse: Uma pequena caravana participa de uma corrida em direção à cidade de Urga, a expedição que chegar primeiro ganha como prêmio uma concessão para explorar petróleo. Durante a viagem são expostos a relação entre explorador e explorado, assim como os mecanismos que legitimam o abuso de um e a submissão do outro.

Ficha Técnica:
Texto Bertolt Brecht                
Tradução Alexandre Krug
Núcleo de Dramaturgia Andressa Ferrarezi, Daniela Giampietro, Nei Gomes e Maurício Hiroshi
Coordenação Renata Zhaneta
Direção Musical Sérgio Zanck
Elenco Andressa Ferrarezi,  Daniela Giampietro, Juliana Liegel, Luiz Calvvo, Nei Gomes, Osvaldo Pinheiro, Paula Cortezia, Sérgio Zanck, Sandra Santana e Zeca Volga.


14/12 - 18h – "Aqui Não Senhor Patrão" – Núcleo Pavanelli de Teatro de Rua e Circo. São Paulo/SP
Recomendação: Livre / Duração: 60min.
Local: Rua Ida Vanucce Puntel – Cidade Nova São Miguel. Próximo ao final da linha 1178 (São Miguel – Praça do Correio)


Sinopse: Um casal de trabalhadores passa pelo processo de fabricação de um bota desde a criação do gado, preparação do couro, até o feitio e venda do produto final. Nessa jornada vão percebendo a desvalorização da força de trabalho em detrimento as lucros astronômicos obtidos pelos donos os meios de produção. Ao tomarem consciência, unem-se outros trabalhadores a luta por uma causa maior.

Ficha Técnica:
Atores: Beatriz Barros, Graziela Monteiro, Marcos Pavanelli, Mizael Alves, Sabrina Motta, Sidney Herzog, Simone Brites Pavanelli e Tiago Cintra.
Direção: Marcos Pavanelli
Dramaturgia: Simone Brites Pavanelli
Orientação em dramaturgia: Calixto de Inhamus


15/12 – 16h – "João de Barros- mais uma brincadeira poética" – Grupo Engasga Gato (Ribeirão preto – SP)
Recomendação: Livre / Duração: 50min.
Local: Rua Ida Vanucce Puntel – Cidade Nova São Miguel. Próximo ao final da linha 1178 (São Miguel – Praça do Correio)

Sinopse: "João de Barros - mais uma brincadeira poética" é baseado na obra do autor Manoel de Barros e apresenta, através de brincadeiras, músicas, desconstrução de objetos e muita simplicidade em sua concepção um pouco do universo deste admirável artista que quer crescer para passarinho. Uma menina avoada,um contador de histórias, um cabeludinho e um desinventor de objetos... Os quatro a bordo de uma carroça, equipada apenas com o necessário pararealizar grandes desprópositos, embarcam numa aventura que se inicia numa manhã desabrochada a pássaros e só termina depois que o dia envelheceu. Liberdade caça jeito!

Ficha Técnica:
Elenco: Fausto Ribeiro, Gabriel Galhardo, Márcio Bá e Monalisa Machado
Direção e adaptação: Poliana Savegnago
Direção Musical: Márcio Bá
Figurinos: Grupo Teatral Engasga Gato
Cenário: Gabriel Galhardo
Produção Geral: Grupo Teatral Engasga Gato

15/12 – 18h - "Saltibembes Mambembancos" – Circo Teatro Rosa dos Ventos (Presidente Prudente - SP)
Recomendação: Livre / Duração: 60 min.
Local: Rua Ida Vanucce Puntel – Cidade Nova São Miguel. Próximo ao final da linha 1178 (São Miguel – Praça do Correio)

Sinopse: Saltimbembe Mambembancos é uma festa popular em que os palhaços se apresentam como artistas saltimbancos, formando uma roda na praça para  exibir suas habilidades, músicas e divertir as pessoas.É  um encontro para rir de si e das personagens, é arte de rua! As técnicas de malabarismo, acrobacias de solo e perna de pau são mostradas sem formalidades e acompanhadas por música ao vivo. O público é levado a uma época anterior ao circo itinerante, quando as artes  circenses eram apresentadas por artistas saltimbancos.

Ficha Técnica:
Elenco: Antônio Sobreira (Fezes), Fernando Ávila (Dez pras Sete), Gabriel Mungo (Beterraba), Luiz Paulo Valente (Tiuria), Robson Toma (Nicochina) e Tiago Munhoz (Custipíl de Pinoti).
Texto: Grupo Rosa dos Ventos
Direção: Grupo Rosa dos Ventos
Música original e sonoplastia: Robson Toma
Linguagem: Circo, Teatro de Rua e música.
Cenário: Deva Bhakta e Grupo Rosa dos Ventos
Duração: 60 minutos



16/12 – 16h - "Bufonarias II" – Trupe Olho da Rua  (Santos – SP)
Recomendação: Livre / Duração: 50min
Local: Rua Ida Vanucce Puntel – Cidade Nova São Miguel. Próximo ao final da linha 1178 (São Miguel – Praça do Correio)

Sinopse: "Bufonarias II" da Trupe Olho da Rua, é um espetáculo circense no melhor estilo do circo –teatro-popular , originado de uma pesquisa sobre gags tradicionais de picadeiro e números realizados por artistas populares (palhaços) nas praças com alto grau de improvisação e interatividade. "Bufonarias II" é o segundo espetáculo de uma trilogia baseada essa pesquisa que foi o mote do primeiro espetáculo que abordava o caráter do circo de variedades. O espetáculo é costurado por quatro palhaços: Fusquinha, Tangará, Farofa Fofa e Plocki que entre muitas confusões ressaltam através da incoerência dos palhaços a importância da amizade nos dias de hoje. Com uma charanga vibrante e números de pirofagia,
"Bufonarias II" é diversão para todas idades.

Ficha Técnica:
Direção: Caio Martinez, João Paulo Pires e Raquel Rollo.
Palhaços: João Paulo Pires, Caio Martinez,   Raquel Rollo e Rogério Ramos.              .
Equipe Técnica: João Luiz e Letícia Padilha
Direção Musical:  Zeca Sampaio.
Figurinos:  Trupe Olho da Rua.
Cenário: Trupe Olho da Rua.
Sonoplastia: Trupe Olho da Rua.
Produção:  Caio Martinez e Raquel Rollo


16/12 – 18h - "Corinthians meu amor – uma homenagem ao União e Olho Vivo" – Brava Cia.
Recomendação: Livre            / Duração: 80 min
Local: Rua Ida Vanucce Puntel – Cidade Nova São Miguel. Próximo ao final da linha 1178 (São Miguel – Praça do Correio)

Sinopse: "Corinthians, meu amor", originalmente escrita por Idibal Piveta (César Vieira) em 1966, tem como enredo a vida na capital paulista que gira, toda ela, e em todos os setores, ao redor do Sport Club Corinthians Paulista e dos trabalhadores e trabalhadoras torcedores do, então, "time do povo". Nesta montagem, a Brava Companhia criou outras cenas e músicas, tocadas e cantadas ao vivo, para compor o espetáculo e ressaltar a crítica, já contida no texto original, em relação ao futebol utilizado como manobra ideológica para reforçar o individualismo e a mercantilização da vida, em detrimento ao "puro prazer do corpo que se lança na proibida aventura da liberdade". A história se passa no Boteco do Olho Vivo – inspirado nos mutirões festas para "encher laje" nos bairros - e é mostrada de forma episódica. De um mesmo lado estão o público e os artistas, nove atores numa atuação despojada, tocam, cantam, operam a técnica do espetáculo, servem comida e bebida ao público e representam. "Corinthians, meu amor - segundo Brava Companhia" - Uma homenagem ao Teatro Popular União e Olho Vivo, quer ser uma peça como uma festa. Festa de denúncia, anunciação, diversão e crítica. Festa de homenagem ao Teatro Popular União e Olho Vivo.

Ficha Técnica:
Criação: Brava Companhia
Atores: Ademir de Almeida, Cris Lima, Débora Torres, Henrique Alonso, Joel Carozzi, Luciana Gabriel, Márcio Rodrigues, Max Raimundo e Sérgio Carozzi
Texto original: Idibal Piveta (César Vieira)
Direção: Rafaela Carneiro
Direção Musical: Luciano Carvalho
Dramaturgia: Fábio Resende
Músicas: Brava Companhia, Luciano Carvalho, Juh Vieira, Idibal Piveta (Cesar Vieira) e Laura Maria
Cenários e Figurinos: Joel Carozzi, Márcio Rodrigues e Ségio Carozzi
Iluminação: Débora Torres, Henrique Alonso e Fábio Resende
Vídeos: Brava Companhia
Voz das Narrações: Fábio Resende
Treinamento de Percussão: Hiles Moraes
Design Gráfico: Ademir de Almeida
Produção: Kátia Alves


Serviço:

VII Mostra de Teatro de São Miguel – Buraco d`Oráculo

07, 08 e 09 de dezembro, às 16h e 18h, Praça do Casarão – Vila Mara
14, 15 e 16 de dezembro, às 16h e 18h, Rua Ida Vanucci Puntel – Cidade Nova São Miguel.

GRÁTIS

Informações:
Telefones: (11) 98152-4483 e (11) 98188-3670