sábado, 23 de abril de 2011

Vida Seca no Festival 12 anos do Grupo Rosa dos Ventos.




Um som experimental que acreditamos que todos que estavam hoje no Festival do Rosa dos Ventos ficaram impressionados com a qualidade desse grupo.O bom de participar de um festival é encontrar essas preciosidades.Parabéns aos integrantes do Vida Seca.Valeu Rosa dos Ventos!

Sobre o grupo

O grupo VIDA SECA surgiu em 2004, formado por ex-integrantes de um bloco de percussão que usava lixo e materiais recicláveis como instrumentos musicais. Seguindo esta idéia o VIDA SECA busca explorar novos timbres e sonoridades com o lixo e a sucata, pesquisando e relendo ritmos brasileiros e latino-americanos, com influências da música pop e contemporânea.
O quarteto formado por Danilo Rosolem, Igor Zargov, Ricardo Roqueto e Thiago Verano compõe músicas, produz instrumentos e ministra oficinas com o projeto “Lixo Ritmado, Batuque Reciclado”, que desenvolvem desde o ano de 2006. Buscam com estes trabalhos instigar as pessoas para nossa realidade social e ambiental, por meio de um discurso artístico e pedagógico que questiona e propõe ações.

Em 2008 o Vida Seca lançou seu primeiro cd Som de Sucata , produção independente, que traz sete composições do grupo. O Vida Seca também participou do cd Ópera de uma Vida Seca do grupo matogrossense Triêro , compondo o arranjo e tocando na música Lixo , letra de Anthony Brito, do Triêro.

O Vida Seca já se apresentou e ministrou oficinas em eventos como a etapa de Goiânia do Circuito Cultural Banco do Brasil 2007; Festival de Cultura em Nova Xavantina, Mato Grosso, em 2006; no 24 Horas de Cultura na UFMT 2006 e 2007 em Cuiabá, Mato Grosso; no Espaço Fora do Eixo e na Casa Cuiabana em 2007, Cuiabá, Mato Grosso; Projeto Segunda Aberta, Teatro Goiânia Ouro, Goiânia, 2007; no Canto da Primavera 2007, em Pirinopólis, Goiás; Ato em Memória do Acidente Radioativo do Césio 137 junto ao Porquá? Grupo Experimental de Dança, Goiânia, 2007; Projeto Eu Faço Cultura 2008 , Goiânia, Goiás; Festival Vaca Amarela 2008, Goiânia, Goiás; Lançamento do CD no Botiquim Blues em 2008, Taguatinga, DF; Lançamento do CD no Balaio Café em 2008, Brasília, DF; Semana do Meio Ambiente 2008 Transpetro/Petrobrás realizando turnê com shows e oficinas nas cidades de Senador Canedo-GO, Brasília-DF, Uberlândia e Uberada-MG e Ribeirão Preto-SP; Carnaval de Rua de Goiânia 2007, 2008 e 2009; Lançamento do CD no Sarau do Calouro Lunático março de 2009, UFMT, Cuiabá, Mato Grosso; II Forúm Cultural da Unesp , maio de 2009, Presidente Prudente, São Paulo; Dia Mundial do Meio Ambiente Sesc, junho de 2009, Anápolis, Goiás. Feira do Empreendedor Sebrae Goiás 2009, Goiânia; Canto da Primavera 2009 , Pirenopolis, Goiás.

No mês de outubro de 2009 realizou sua primeira turnê internacional por 6 cidades em Portugal : Almada, Braga, Lisboa, Porto, Seia e Seixal. Participou de eventos como o Cine Eco, em Seia, de um intercâmbio com o grupo de percussão tradicional portuguesa Tocá Rufar e do concerto Triptico, em parceria com o projeto Open Gate 5 , no Porto. Além das apresentações musicais ministrou oficinas para alunos de escolas públicas em Seia e Braga e workshops para os integrantes da orquestra Tocá Rufar. Em novembro de 2009 teve a honra de abrir o show do mago Hermeto Pascoal , durante o 15º Goiânia Noise Festival.

Em 2010, nos meses de janeiro e fevereiro, participou do projeto Ciranda Cultural do Cerrado , que percorreu o interior do estado de Goiás e a capital Goiânia, oferecendo shows e oficinas e promovendo o debate sobre o reconhecimento do cerrado como patrimônio do bioma brasileiro. Durante o carnaval realizou apresentações nas cidades paulistas de Dobrada e Taquaritinga.

No mês de maio se apresentou na edição 2010 do Festival Bananada, em Goiânia, e em seguida partiu para sua segunda turnê em Portugal, onde participou do Festival Internacional de Percussão Portugal a Rufar, no Seixal; da Festa Caldas Late Night, em Caldas da Rainha e realizou apresentações em diversas espaços como a Casa Viva, no Porto; Insólito Bar, em Braga; Carpe Diem Bar, em Santo Tirso; e intervenções nas ruas de Lisboa. Também ministrou oficinas na cidade de Braga, no Jardim de Infância Panoias. Para esta viagem o Vida Seca foi contemplado pelo Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural do Ministério da Cultura.

Atualmente o Vida Seca está produzindo seu primeiro DVD , projeto contemplado pela Lei Goyazes de Incentivo à Cultura de Goiás . No dia 10 de julho foram foi realizado o espetáculo Som de Sucata , no Circo Lahetô em Goiânia, que foi registrado para este trabalho. Também farão parte curtas-metragens que estão em produção, dois deles em parcerias com dois grupos artísticos de Goiânia, o Porqua? Grupo Experimental de Dança e o Grupo Empreza , além de um documentário sobre o projeto de oficinas Lixo Ritmado, Batuque Reciclado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário