sábado, 11 de dezembro de 2010

2º Encontro dos "Escambos Estéticos"

Concebido e coordenado pela Cia dos Inventivos, esse encontro faz parte do projeto “Viva o povo brasileiro”, realizado através do Programa de Fomento ao Teatro para a cidade de São Paulo e parceria com o Instituto de Artes da UNESP com orientação de pesquisa do Mario Bolognesi, tem como intuito fomentar cada vez mais a prática e a reflexão sobre o Teatro de Rua, modalidade cujas especificidades são bem peculiares e merecem atenção diferenciada da produção teatral habitual, voltada majoritariamente aos espaços fechados.

Com a proposta de promover quatro encontros trimestrais, o primeiro dos escambos aconteceu dia 30 de setembro, e trazia como tema a “Apropriação do Rural no/pelo Urbano”. Para compor a mesa do debate, contamos com Alberto Ikeda, Marianna Monteiro e Ednaldo Freire, e mediação de Alexandre Mate. No dia 09 de dezembro acontecerá o segundo encontro, e o tema abordado será “Bandido é quem anda em bando”. Além do interesse do tema, participam do encontro nomes conhecidos do cenário teatral, como Chico Alambert, Alexandre Mate e Iná Camargo. A mediação será de Edgar Castro.

A ideia de realizar esses encontros surgiu na 4ª. edição da Mostra de Teatro de Rua Lino Rojas, quando a Cia dos Inventivos teve contato com o Movimento Escambo Popular, movimento de irradiação cultural que reúne grupos de teatro de rua, poetas e artistas populares de diversos estados do nordeste, e que dividem suas experiências artísticas, culturais, políticas e comunitárias. Os temas que nortearão os debates do primeiro ano de “Escambos Estéticos” serão acerca da pesquisa sobre a identidade do povo brasileiro, as manifestações populares, o popular e o urbano, as experiências artísticas concretas e o treinamento artístico. Para cada mesa, serão convidados um mediador da UNESP e três debatedores. O evento tem entrada gratuita.

Abaixo, saiba mais sobre alguns dos participantes do Escambos Estéticos - “Bandido é quem anda em bando”.

ALEXANDRE MATE
Alexandre nasceu em São Paulo e realizou seu mestrado em Teatro pelo Departamento de Artes Cênicas da Escola de Comunicação e Arte da Universidade de São Paulo. Atualmente é doutorando em História, USP, sob orientação da Profa. Dra. Maria Aparecida de Aquino. Também é professor de História do Teatro e outras disciplinas, no Instituto de Artes da Universidade Estadual de São Paulo desde 1997. Leciona História do Teatro Brasileiro no Teatro-Escola Célia Helena, desde 1993 e na Escola Livre de Teatro de Santo André, desde 2004.

INA CAMARGO COSTA
Iná possui graduação em Bacharel Filosofia pela Universidade de São Paulo (1979), mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1988) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1993). Atualmente é PROFESSOR ASSISTENTE DOUTOR da Universidade de São Paulo. Atuando principalmente nos seguintes temas: teatro épico, dramartugia nacional.

FRANCISCO ALAMBERT
Francisco possui Doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (1998), Mestrado em História Social pela Universidade de São Paulo (1991) e graduação em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1987).

Agradecemos a presença dos Grupos de teatro de rua.

Núcleo Pavanelli - zona norte
Buraco D' Oráculo - zona leste
Trupe Olho da Rua - Santos/SP
Trupe Arruacirco - zona leste
Tia -Canoas/RS

e aos interessados pelo tema presentes.








Nenhum comentário:

Postar um comentário