terça-feira, 11 de maio de 2010

Valparaiso/SP


Arte na estrada

Por Daniela Rosa

circulando de cidade em cidade o espetáculo canteiro
chega e se instala no canto da praça
quem passa , para e abraça

a cidade agora é Valparaíso
lugar aconchegante
cidade pacata
comida farta
economia local: plantação de cana
e a arte que vem do andaime
planta ação
diálogo com a cachaça

o garoto tão jovem abraçado a garrafa
parou e dançou
ao som que o tamborete plástico tocou

bêbados por toda parte
a cidade recebe ricamente a arte
mesmo sem entender muito “ o passar chapéu”
o povo não temeu a chuva que se ameaçava no céu

e nas risadas da platéia
um embriagado se colocava
de uma maneira muito eloqüente
indagado pelo que assistia
se identificado com a história que ouvia

e o que mais fica na minha mente
é que a sede que se tem de arte
é maior que a de água ardente!

è um alívio alguma sede poder matar
porque numa cidade de engenhos
o teatro também tem seu lugar

Um comentário:

  1. Belo relato! Senti o gosto de cana, o cheiro da terra molhada.

    Caio

    Em Iguape vcs não podem deixar de visitar o horto!
    MERDA!

    ResponderExcluir